01/02/2024
por Assessoria de Comunicação

Concurso Público Nacional Unificado: vai ter língua portuguesa?

Uma incerteza que tem se tornado frequente entre os candidatos do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) é relacionada à cobrança de Língua Portuguesa nas provas, uma vez que a disciplina não é explicitamente mencionada nos editais. O Enem dos concursos já contabilizou mais de um milhão de inscritos.

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 7 (Gestão Governamental e Administração Pública) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 5 (Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Combo Pós-Graduação Ead em Políticas Públicas e Gestão Governamental + Supercurso CPNU (Bloco 04, 05, 06 ou 07) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 6 (Setores Econômicos e Regulação) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 4 (Trabalho e Saúde do Servidor) - Pós-Edital

CPNU 2024 - Conhecimentos Gerais para todos os Blocos - Pós-Edital

José Celso Cardoso Jr, secretário de Gestão de Pessoas do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), explicou, em vídeo publicado nesta quinta (31/01) nas redes sociais do ministério, que a Língua Portuguesa será avaliada de forma implícita tanto nas provas objetivas quanto nas discursivas.


➡️ Compartilhe essa notícia no WhatsApp
➡️ Compartilhe essa notícia no Telegram


Isso se deve ao fato de que os candidatos precisarão realizar a interpretação adequada dos textos, além de demonstrar domínio da língua formal ao responder à avaliação discursiva.


“A Língua Portuguesa é a língua do concurso. Será cobrada da primeira à última linha, tanto pela capacidade dos candidatos de ler e interpretar texto como pela capacidade de escrita, que eles terão que demonstrar através da prova discursiva”, disse Cardoso Jr.


Adicionalmente, José Celso enfatizou que a avaliação da prova discursiva considerará não apenas o conteúdo específico, mas também o uso preciso e formal da língua.


É importante observar que a disciplina de Língua Portuguesa é explicitamente mencionada apenas no bloco temático 8, destinado às 692 vagas de nível médio.


Para os cargos de nível superior, a prova objetiva não incluirá a cobrança de Língua Portuguesa. Os candidatos serão avaliados por meio de questões sobre Políticas Públicas e Conhecimentos Específicos, variando de acordo com o bloco temático escolhido.


As provas discursivas terão relação com o conteúdo do bloco temático. O candidato deve conhecer e dominar o tema do bloco escolhido.


De acordo com o MGI, as provas de redação vão trazer ao candidato temas da realidade brasileira contemporânea, seja na Economia, na Política, Meio Ambiente, Povos Indígenas, questões relacionadas à desigualdade, emtre outros.


Veja detalhes sobre as provas do Concurso Unificado


1ª fase: provas objetivas e discursivas;

2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial);

3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada: reserva de vagas para pessoas negras; e

4ª fase: procedimento de verificação documental complementar: reserva de vagas a indígenas.

Haverá ainda avaliação de títulos para alguns cargos.


As provas objetivas e discursivas serão realizadas no dia 5 de maio, em 220 cidades espalhadas pelo país, divididas em dois turnos.


Turno da manhã (2h30 de prova)


Para cargos de nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação

Para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Gerais (20 questões) + prova discursiva específica do bloco.


Turno da tarde (3h30 de prova)


Para cargos de nível médio: provas objetivas (40 questões)

Para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Específicos (50 questões).


No caso dos cargos de nível médio, do Bloco 8, as provas objetivas serão sobre Língua Portuguesa, Noções de Direito, Matemática e Realidade Brasileira.


O Concurso Nacional Unificado, também chamado de Enem dos Concursos, oferece 6.640 para diferentes cargos de 21 órgãos do Poder Executivo Federal. Essas oportunidades estão agrupadas por oito blocos temáticos:


Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias - 727 vagas;

Bloco 2 - Tecnologia, Dados, e Informação - 597 vagas;

Bloco 3 - Ambiental, Agrário e Biológicas - 530 vagas;

Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor - 971 vagas;

Bloco 5- Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos - 1.016 vagas;

Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação - 359 vagas;

Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública - 1.748 vagas; e

Bloco 8 - Nível Intermediário - 692 vagas.


Só será possível se inscrever para um dos blocos temáticos.


Aqueles que demonstrarem interesse têm até o dia 9 de fevereiro para efetuar a inscrição por meio do portal Gov.br.


CPNU 2024 (Completo) - Bloco 7 (Gestão Governamental e Administração Pública) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 5 (Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Combo Pós-Graduação Ead em Políticas Públicas e Gestão Governamental + Supercurso CPNU (Bloco 04, 05, 06 ou 07) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 6 (Setores Econômicos e Regulação) - Pós-Edital

CPNU 2024 (Completo) - Bloco 4 (Trabalho e Saúde do Servidor) - Pós-Edital

CPNU 2024 - Conhecimentos Gerais para todos os Blocos - Pós-Edital







Palavra do Aluno

"O curso de Pós-Graduação em Direito Parlamentar e Processo Legislativo do IGEPP ampliou meus conhecimentos específicos acerca do Poder Legislativo e do Processo legislativo. Ainda, permitiu a reflexão crítica sobre o papel das Casas Legislativas na conjuntura atual. O curso aborda uma variedade de disciplinas fundamentais para a compreensão de temas e dinâmicas legislativas. Os professores são excelentes e as aulas muito didáticas. A plataforma online, muito acessível, facilita o acompanhamento dos estudos e permite flexibilidade total. O curso é fundamental para quem busca novas perspectivas profissionais e maior fundamento para analisar os debates políticos contemporâneos. Agradeço ao time IGEPP pela organização e atendimento sempre muito atencioso!"

Paula Baratella

"Eu sou Melina, tenho 31 anos; eu fui aprovada no concurso do Senado Federal, para o cargo Analista Legislativo, especialidade Processo Legislativo. Para concursos de alto nível é necessária uma preparação de longo prazo. Quando começaram os rumores do concurso do Senado, o IGEPP já tinha uma excelente reputação, então, eu decidi apostar neste cursinho. Eu, realmente, falo que vale a pena. Na época eu preferi pagar um cursinho melhor para ter professores de alto nível e uma administração comprometida. Eu tive muita sorte de ter buscado o IGEPP. Quem chegou até o final, quase todas as pessoas da sala passaram. Na época, eu conheci o IGEPP porque o curso preparatório era líder de aprovação para o concurso de Gestor que é um concurso muito difícil, muito disputado. Então, eu pensei: bom, esse preparatório deve ser bom. E, realmente, foi o diferencial na minha aprovação. Sem dúvida alguma, eu nunca tinha estudado em um curso com tantos professores qualificados e uma organização impecável. Realmente a organização da administração, as aulas, a carga horária: tudo isso foi um grande diferencial na minha aprovação. Eu, realmente, sou grata ao IGEPP, aos professores, ao Álvaro. Quando eu recebi a notícia da minha aprovação foi um momento único, de muita felicidade. O dia da minha nomeação foi um dos dias mais felizes da minha vida."

Melina Fernandez

"Preparação com antecedência é a filosofia do IGEPP. Eu mesmo digo, por experiência própria, que aqui no IGEPP fiz amigos para a vida inteira. No dia da minha posse, já conhecia mais da metade dos colegas que lá se encontravam. Não desistam. A aprovação em concursos envolve uma série de fatores. O nosso objetivo é estarmos bem-preparados para minimizarmos ao máximo os fatores que são alheios à nossa vontade e conseguirmos lograr uma aprovação ainda que não nos sejam favoráveis. Para auxiliar nessa preparação é importante contar com a ajuda de profissionais que já possuem grande experiência na preparação de candidatos para concursos públicos. Isso o IGEPP tem a oferecer. Eu mesmo fui aluno da casa, contei com o auxílio de diversos professores, assisti aulas, realizei simulados, questões, cursos de exercícios e tudo isso me deu um suporte necessário para eu conseguir lograr êxito na minha prova para Analista Legislativo e para Consultor Legislativo do Senado. IGEPP, líder imbatível em aprovações."

Foi Analista Legislativo da Câmara dos Deputados, aprovado no último concurso, realizado em 2012.

Agora é Consultor Legislativo do Senado Federal.

Roberto Ribeiro

“Eu passei no concurso do Banco Central em 7º lugar. Eu conheci o IGEPP por conta de uma grande amiga minha e ela disse: faz lá porque o curso é excelente e vai seu um diferencial para você.  E, de fato, foi. Eu vim, conheci a estrutura, a carga-horária e eu falo para quem quiser ouvir: foi um diferencial para a minha aprovação. Eu passei no Banco porque eu tive determinação, eu estudei muito, tive uma família que me apoiou muito, amigos que me deram suporte, inclusive, indicando o curso que foi um grande diferencial que me ajudou a estudar corretamente aquilo que eu precisava. Professores excelentes, uma aula extremamente focada; eu tive uma boa preparação. O IGEPP te prepara corretamente. Fiz simulados, fiz redação e isso me deu uma boa base para a hora da prova. Todas as pessoas que estudaram comigo passaram. Isso também é um diferencial do IGEPP em relação aos outros cursinhos.”

Carolina Netto

“Oi! Boa Tarde! Me nome é Olávia Cristina Gomes Bonfim, fui aprovada em 1º lugar para o cargo de consultor legislativo, área Constituição e Justiça, da CLDF. Fiz um curso com vocês no IGEPP online. Gostaria de agradecer pela contribuição na minha aprovação!” 

Aprovada em primeiro lugar para o cargo de Consultor Legislativo, área Constituição e Justiça, do Concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal (2018)

Olávia Cristina Gomes Bonfim

Câmara Legislativa do Distrito Federal - Consultora Legislativa

"Percebi que o IGEPP não mede esforços para oferecer um bom ensino. O corpo docente é muito bom! Tive aula com os melhores professores de cada tema, muitos vieram de outros estados. As matérias são bem divididas e temos apoio on-line. Além disso, a parte administrativa do IGEPP é muito boa. Quando o tempo é curto, uma boa organização no curso é fundamental."

Utilizou a Pós para melhor colocação profissional na empresa que trabalha.

Bruno Varjão

"Eu não era servidor público antes de estudar no IGEPP. Depois de dois anos de estudos, tomei posse na Agência Espacial Brasileira, estou aguardando ser chamado para o MPOG e para  Auditor de Controle Interno do Distrito Federal.

Aprovado para a Agência Espacial Brasileira, MPOG e Auditor de Controle Interno do DF.

Rafael Duarte de Paula Silva

"Eu já era servidora pública e com o conteúdo ministrado na Pós em Gestão Pública do IGEPP, consegui outra aprovação: no primeiro concurso para Gestor de São Paulo. Na minha opinião, essa é a melhor instituição do mercado que prepara as carreiras de Gestão."

Aprovada para APPGG/ SP - 2015 (Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental de São Paulo).

Ellen Carolina Bandeira

"Cursar a Pós em Gestão Pública no IGEPP foi uma oportunidade de conhecer melhor a Administração Pública Federal. Com o amplo conhecimento e embasamento teórico conquistados, pude aplicá-los na rotina do órgão público onde trabalho."

Cursou a Pós em Gestão Pública para aplicar os conhecimentos no órgão público que trabalha: Ministério da Justiça. Aguarda sair o edital de Gestor Público Federal. 

José Albuquerque Nogueira

"Estudei no IGEPP, fui aprovada para Analista de Políticas Sociais e fiquei encantada com o nível dos professores e a proximidade da Secretaria Acadêmica com os alunos. Resolvi cursar a Pós em Gestão Pública, que me ajudou tanto em passar em outros concursos públicos, como também na seleção interna do órgão que eu trabalhava. Logo após o fim das aulas, saiu o edital para Analista de Gestão Pública do MPU, consegui aprovação e é o cargo que ocupo hoje."

Aprovada para Analista de Gestão Pública do MPU/ 2013 e para Gestor Público Federal (Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do MPOG)/ 2013.

Cecília Lamounier

A preparação oferecida pelo IGEPP é de fato diferenciada, sendo de grande relevância para candidatos que estão em estágio mais avançado nos estudos e na experiência em concursos, o que se percebe inclusive pelo nível dos alunos que a escola atrai.

Airton Luciano Aragão Júnior

"Se preparar com antecedência é fundamental para ser bem-sucedido nessa trajetória de concursos públicos. Eu decidi fazer cursinho no IGEPP porque a minha irmã me indicou. Minha irmã já tinha passado no concurso da Câmara, que é um dos concursos mais difíceis, e ela ficou insistindo para eu fazer concurso e para eu fazer o cursinho no IGEPP porque ela tinha sentido que tinha sido um diferencial: a qualidade dos professores, a estrutura e o material que eles oferecem. Então, eu fui lá, fiz, me matriculei no curso completo no curso do Banco Central. Ainda mais que tinham várias matérias de concurso que eu não tinha conhecimento nenhum, então eu fiz o curso completo e, realmente, eu senti que isso foi um diferencial muito grande. Lá, eu pude ver professores de excelente qualidade, professores que tem uma bagagem muito grande e alguns até já são do Banco Central. No meu caso, além do conteúdo, a gente pôde conhecer um pouquinho como era a instituição e isso também me motivou bastante. Lá no IGEPP, eu tive a oportunidade de além dos exercícios em sala, fazer simulados que foram muito importantes. Fazer os simulados me deu muito mais segurança para o dia da prova. Além dos professores, do material, dos simulados e dos exercícios, eu pude conhecer pessoas que estavam no mesmo barco comigo. Isso deixou a trajetória mais leve."

Mayara Trindade

A INSTITUIÇÃO    |    CURSOS    |    PROFESSORES    |    EVENTOS    |    NOTÍCIAS    |    CONTATO
IGEPP ONLINE 2024 © | Todos os direitos reservados
SCRN 708/709 Bloco A sala 201 - ASA NORTE - Brasília/DF - CEP: 70741-610